Franca Basquete é um dos times que mais se reforçou até o NBB. Ilustração: TWK10/Basquete360
Franca Basquete é um dos times que mais se reforçou até o NBB. Ilustração: TWK10/Basquete360

Responsável pelas contratações de maior impacto até o momento, o Franca Basquete vai trocar o papel de protagonista pelo de espectador do mercado. Ao menos por agora. O técnico Helinho Garcia está satisfeito com a reformulação do elenco e não serão feitas mais contratações no curto-prazo. Isso não quer dizer que o grupo esteja 100% fechado, mas a ideia é deixar guardada uma “bala de prata” para um bom nome.

Franca garantiu contratações vencendo fortes concorrências. Lucas Dias e Elinho, destaques do Paulistano, Rafael Hetssheimeir, principal nome de Bauru, e Jimmy, jogador que mais evoluiu no Mogi, eram sonhos de consumo do Flamengo, além dos próprios times onde jogavam. André Goes, lateral ex-Vitória, e Adriano Big, pivô do Minas, chegaram para a rotação. Foram renovados os contratos do armador Alexey Borges, do ala-pivô Lucas Cipolini e dos jovens Didi e Cassiano. A ideia é dar mais minutos aos garotos.

“Nosso time, a princípio, está fechado”, afirmou o técnico Helinho Garcia ao Basquete360.com. “Tem espaço para trazer mais um jogador, mas a princípio vamos começar o Campeonato Paulista com essa equipe e sentir como vão ser as coisas. Procuramos fazer um time bem versátil, com jogadores que podem jogar em duas posições, e ter várias situações pra usar essa versatilidade. Não temos nada no gatilho, mas estamos abertos caso apareça alguém no mercado”, completou.

Dificilmente Franca chegará ao NBB e Liga Sul-Americana sem mais um reforço ao menos. Apesar de versátil, o elenco é bastante enxuto. O quinteto inicial, é verdade, tem várias opções. Pode ser formado por Elinho (Alexey), Jimmy, André Góes, Lucas Dias e Hettsheimeir. Ou Elinho (Alexey), André Góes, Jimmy, Lucas Dias e Hetthsheimeir. Outra possibilidade é Elinho (Alexey), Jimmy, Lucas Dias, Cipolini e Hett. Existe ainda a remota possibilidade de jogar com dois armadores de ofício (Elinho e Alexey) e até de dar minutos ao jovem Didi na posição dois. Em todas essas suposições, no entanto, faltaria uma peça, ou até mesmo duas, para sair do banco.

– Vai-vem do mercado: confira as negociações de cada time do NBB

Permanência de Leandrinho no Franca Basquete é difícil

Leandrinho dificilmente ficará no Franca Basquete. Foto: Newton Nogueira
Leandrinho, com contrato até 30 de junho, dificilmente ficará no Franca Basquete. Foto: Newton Nogueira

Leandrinho chegou ao Franca Basquete em novembro do ano passado com o claro objetivo de conquistar o NBB. Acabou se lesionando na reta final da temporada regular, não jogou os playoffs e viu, de fora, seu time ser varrido pelo Bauru nas quartas-de-final. Sob contrato até 30 de junho deste ano, há muitas especulações girando em torno de seu nome. Primeiramente surgiu o Corinthians, seu time de coração, mas o orçamento da equipe não permite um salário dessa magnitude. Recentemente, o Sydney Kings, da Austrália, publicou em seu perfil oficial que o pivô Andrew Bogut estaria tentando recrutar o brasileiro, seu colega nos tempos de Golden State Warriors.

A verdade é que Leandrinho ainda sonha em voltar à NBA. Em novembro, ele completa 36 anos, mas como é muito querido e bem relacionado na Liga, um retorno com o contrato mínimo de veterano não é impossível. Antes de acertar com Franca, ele esteve fortemente cotado no Houston Rockets, no Golden State Warriors e no Milwaukee Bucks. Seu último time foi o Phoenix Suns, onde saiu antes do início da temporada 2017-2018. Diante de todo este quadro, nos bastidores, sua permanência no Franca é praticamente descartada.

O técnico Helinho Garcia, no entanto, não bate o martelo e deixa o ex-companheiro de Seleção Brasileira live para tomar a melhor decisão para sua carreira. “Acho que ele está aguardando a NBA, mas até onde sei não fechou com ninguém”, disse ao Basquete360. São as especulações do time da Austrália e do Corinthians. Ele está livre, a partir de julho, para fazer o que quiser. Franca é um dos lugares onde ele pode jogar, como os outros, e não descartamos a possibilidade. Leandrinho vai estar livre no mercado e pode ir para qualquer lugar”.

Na temporada passada, o Franca Basquete foi vice-campeão paulista e terminou a fase regular do NBB 10 na terceira colocação. Em 2018 jogará a Liga Sul-Americana, além do Paulista e do NBB 11.

Elenco do Franca Basquete até o momento

Armadores: Elinho, Alexey e Cassiano

Alas-armadores: André Góes e Didi

Alas: Jimmy

Alas-pivôs: Lucas Dias e Lucas Cipolini

Pivôs: Rafael Hettsheimeir e Adriano Big

1 COMENTÁRIO

  1. A fala do Helinho sobre o Leandrinho é diplomática. A verdade é que ele jogou pouco, em quantidade e qualidade, pois não foi decisivo quando esteve em quadra. Além disso, pessoas do Franca Basquete frequentemente reclamavam da postura do atleta, qie se sentia uma grande estrela e demonstrava falta de humildade. Sobre a NBA, é claro que, assim como o Varejão, não tem mais espaço.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui