Eliminatórias para a Copa do Mundo de Basquete de 2019. - Eliminatórias para a Copa do Mundo de Basquete de 2019. - Brasil - go - Goiania - Goianai Arena - - www.inovafoto.com.br - id:135273

A Federação Internacional de Basquete (Fiba) emitiu na manhã desta segunda-feira, dia 18 de junho, um comunicado retirando, oficialmente, a suspensão imposta à CBB. Segundo o documento, a Fiba reconhece as melhorias implantadas pela nova gestão do basquete nacional. A nota também coloca a entidade à disposição para prestar qualquer tipo de assistência à Confederação no que diz respeito as principais áreas de atuação.

A punição ocorreu em outubro de 2016 devido aos inúmeros problemas administrativos atravessados pela CBB. Além de uma dívida na casa dos 45 milhões de reais, não foram enviadas equipes para representar o Brasil no Sul-Americano sub-15 feminino e masculino, Sul-Americano Feminino Sub-17 Mundial de Basquete 3X3, além do cancelamento dos campeonatos brasileiros de base em 2016. Também faltaram pagamentos à Fiba e uma etapa internacional do 3×3, no Rio de Janeiro, não fora realizada. Em julho de 2017, a CBB foi liberada parcialmente, desde que algumas exigências fossem cumpridas.

As seleções brasileiras adultas puderam, então, disputar a Fiba Americup. Os resultados desastrosos, com a feminina fora do Mundial e a masculina sem vaga no Pan. Não houve qualquer problema para a participação dos homens nas Eliminatórias para Copa do Mundo de 2019, em curso no momento. As seleções de base foram as mais impactadas negativamente. Nomes como Yago, Gabriel Jaú e Michael Uchendu não puderam disputar competições continentais e o Brasil ficou de fora, por exemplo, da recentemente encerrada Copa América sub-18 e do Mundial da categoria, que acontece no próximo mês. Os clubes também sofreram, por terem ficado de fora da Liga das Américas de 2017.

Presidente da CBB comemora conquista

Em nota divulgada por sua assessoria de imprensa, o presidente Guy Peixoto, que assumiu em março do ano passado festejou a retirada da suspensão. Peixoto tem colocado dinheiro do próprio bolso para sanar dívidas principalmente trabalhistas. Agora, com o caminho livre, espera por novos dias no basquete brasileiro.

“Estou muito contente por cumprir esta importante promessa de campanha e, graças a um trabalho árduo e contínuo de toda a nossa equipe, a FIBA retirou por completo essa punição dada ao basquete brasileiro, gerada antes da minha entrada, devido aos sucessivos problemas criados pela gestão anterior. Acreditávamos sempre que atingiríamos a nossa meta, pois a atuação de toda a minha equipe foi extremamente eficiente; com isso, pudemos mostrar à Federação Internacional que estamos imbuídos em colocar o Brasil no seu lugar de direito, primando sempre pela seriedade e pelos princípios. Agora, é seguir em frente para fazer o basquete brasileiro reassumir sua posição de destaque nos cenários nacional e internacional”, comentou o mandatário.

– Leia também: São José faz 1 a 0 no Corinthians na final da Liga Ouro

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui