Mogi/Helbor é o representante do Brasil no Final4 da Liga das Americas. Arte: Basquete360
Mogi/Helbor é o representante do Brasil no Final4 da Liga das Americas. Arte: Basquete360

A bola sobe nesta sexta-feira para o Final4 da Liga das Américas 2017/2018. O Brasil, que busca seu quinto título em 11 edições, será representado pelo Mogi/Helbor, único “intruso” entre os três argentinos San Lorenzo, Regatas Corrientes e Estudiantes Concordia. Até a sede será na Argentina: a capital Buenos Aires. Na abertura, às 19h10 (horário de Brasília), Mogi enfrenta o Regatas, enquanto o San Lorenzo, que sedia a disputa, faz o jogo de fundo contra o Estudiantes. A final será disputada no sábado, assim como a disputa de terceiro e quarto lugar.

O campeão garante vaga na Copa Intercontinental, contra o campeão da Fiba Champions League. No último ano, sem times brasileiros por conta da suspensão da Fiba, o título ficou com o Guaros de Lara (VEN). Os venezuelanos venceram também a temporada anterior, com Bauru vice e Mogi em terceiro. No total, o Brasil tem quatro títulos e a Argentina, três.

Mogi/Helbor busca título inédito e aposta na defesa e eficiência

 

O mês de março tem sido intenso para o Mogi/Helbor. Mais de 11 mil quilômetros foram percorridos entre a fase semifinal da Liga das Américas e a maratona do NBB. No Grupo E da competição continental, os brasileiros perderam apenas para o badalado e favorito San Lorenzo, por 68 a 64. Mesmo assim, foi uma partida duríssima, decidida nos detalhes. Nos dois outros confrontos, vitórias apertadas, mas sem grandes emoções sobre Ferro (74 a 68) e Fuerza Regia (75 a 69).

Um time eficiente, mas que teve o segundo pior ataque entre os oito participantes das semis (71.0 ppj) e o pior aproveitamento de quadra (40.2% dos acertos). Já da linha dos três, Mogi foi o quarto melhor: 30/86 3 34.9% de média. A defesa foi consistente, permitindo apenas 68.3 pontos em média nas três partidas. Somente o San Lorenzo foi melhor (62.6 pontos permitidos). A marcação forte será crucial na disputa contra o Regatas, time com o segundo melhor ataque e número em aproveitamento nas semifinais: 83.7 pontos feitos e 46.2% de conversão dos arremessos de quadra em média nos três jogos.

Tyrone e Shamell precisarão ser ainda melhores ofensivamente. Os norte-americanos são segundo e quarto cestinhas cestinhas da competição, com 18.2 e 17.7 pontos de média em seis jogos, respectivamente. Tyrone é ainda o terceiro maior reboteiro, com médias de 8.2 por partida. Caio Torres aparece em oitavo, com 6.7 de média. O banco precisará ser eficiente e a recuperação de Vithinho, fora dos últimos jogos por lesão, é fundamental.

Resultados do Mogi/Helbor na Liga das Américas

FASE DE GRUPOS FASE SEMIFINAL
Mogi 96×101 San Lorenzo (ARG)

Mogi 87×86 Paulistano (BRA)

Mogi 105×69 Espanyol (CHI)

Colocação: segundo lugar

Mogi 74×68 Ferro (ARG)

Mogi 64×68 San Lorenzo (ARG)

Mogi 75×69 Fuerza Regia (MEX)

Colocação: segundo lugar

– Leia também: NBB pega fogo nas duas últimas rodadas

– Inscreva-se no nosso canal do YouTube para vídeos exclusivos

No embalo de Quinteros, Regatas quer repetir título de 2011

Paolo Quinteros, aos 39 anos, segue causando estragos. Na Liga das Américas, tem 16.6 pontos e 4.6 assistências de média e lidera o Regatas na busca pelo segundo título. Os argentinos venceram em 2010/2011 com Kammerichs como MVP e na temporada atual perderam apenas um jogo, que já não valia nada, para o Guaros de Lara (VEN). O time teve o segundo melhor ataque das semifinais (83.7ppj) e o melhor aproveitamento de quadra (46.2%). Nos rebotes, foram consideravelmente inferiores ao Mogi tanto nas semifinais (38.3 contra 42.7) quanto considerando os seis jogos (35.8 contra 38.0).

O Regatas Corrientes é muito perigoso nos contra-ataques e joga de maneira inteligente. Mogi precisará muito do seu garrafão, que pontua menos (26 em média contra 33). O armador uruguaio Santiago “Pepo” Vidal é outro que vai requerer muita atenção dos brasileiros e promete um duelo interessantíssimo contra Larry Taylor. Por fim, será preciso reduzir o ímpeto do ala norte-americano Brandon Thomas.

Resultados do Regatas Corrientes na Liga das Américas

FASE DE GRUPOS FASE SEMIFINAL
Regatas 88×73 Hebraica (URU)

Regatas 80×62 Estudiantes (ARG)

Regatas 90×76 Leones (PUR)

Colocação: primeiro lugar

Regatas 92×84 Bauru (BRA)

Regatas 91×61 Estudiantes (ARG)

Regatas 68×79 Guaros (VEN)

Colocação: primeiro lugar

 

Favoritíssimo, San Lorenzo só teve dificuldades contra brasileiros

O altíssimo investimento do San Lorenzo pode ser premiado com o título desta temporada da Liga das Américas. Invicto, o time sedia o Final4 em Boedo, Almagro, tendo atropelado todos os rivais, à exceção dos brasileiros. Apesar de ter vencido Mogi por duas vezes, a primeira foi por cinco pontos (101 a 96) e a segunda por quatro (68 a 64). Contra o Paulistano, o triunfo foi por 87 a 82. Nos demais jogos, nenhum problema: vitórias por 65 pontos de diferença sobre o Español de Talca e por 24 sobre o Fuerza Regia. Diante do Ferro, já com a vaga assegurada ao Final4, triunfo modesto com 8 de vantagem.

Dirigido por Gonzalo Garcia, ex-treinador do Flamengo, o San Lorenzo é de longe o melhor time. Tem o segundo melhor ataque, com 88 pontos de média, atrás apenas do Soles de Mexicali, eliminado na primeira fase. São os melhores reboteiros (43.7) e os segundos que mais dão assistências (22.3). Membros da Seleção Argentina, o pivô Gabriel Deck e o ala Marcos Mata marcam, em média, 16.8 e 14.0 pontos por jogo. O armador Nicolas Aguirre distribui 7.3 assistências e nas médias por 40 minutos, seu número proporcional é de 10.3.

Em resumo, será muito difícil derrotar o San Lorenzo. A equipe é tão forte que se deu ao luxo de dispensar o ex-jogador da NBA DeJuan Blair, que já colocou Tiago Splitter no banco. A mais recente incorporação foi o também ex-NBA Joel Anthony, que ainda é discreto: 2.3 pontos e 4.0 rebotes em 21 minutos de média por três partidas. Quem quiser vencer “os de Almagro” terão de fazer um jogo perfeito e ainda segurar a pressão da torcida.

Resultados do San Lorenzo na Liga das Américas

FASE DE GRUPOS FASE SEMIFINAL
San Lorenzo 101×96 Mogi (BRA)

San Lorenzo 116×51 Español (CHI)

San Lorenzo 87×82 Paulistano (BRA)

Colocação: primeiro lugar

San Lorenzo 83×59 Fuerza Regia (MEX)

San Lorenzo 68×64 Mogi (BRA)

San Lorenzo 73×65 Ferro (ARG)

Colocação: primeiro lugar

 

Azarão, Estudiantes joga sem pressão e pode surpreender na Liga das Américas

O Estudiantes de Concordia já surpreendeu muita gente ao chegar à final da Liga Sul-Americana. Acabou derrotado para o Guaros de Lara, mas voltou a deixar o continente de queixo caído ao conseguir vaga no Final4 da Liga das Américas. Para isso, deu o troco nos venezuelanos e derrubou o campeão brasileiro Bauru nas semifinais. O mais impressionante foi que o time dirigido pelo ex-jogador da Seleção Argentina Lucas Victoriano tirou uma vantagem de 15 pontos do Bauru na partida decisiva. Em quadra, os destaques são os norte-americanos Anthony Smith e Clay Tucker. Os dois carregaram o terceiro melhor ataque e o segundo melhor aproveitamento da fase semifinal (77.3 ppj e 45.9% pj).

A missão de derrotar o San Lorenzo é praticamente impossível. Na Liga Argentina, o time de Almagro lidera com folga (19v3d), enquanto os concordianos estão 14º (9v13d). No confronto entre os dois, o San Lorenzo venceu ambas as vezes bem apertado (83 a 82 fora de casa e 88 a 76 em casa). É duelo de Davi x Golias, mas se há um esporte em que tudo pode acontecer, este é sem dúvidas o basquete.

Resultados do Estudiantes na Liga das Américas

FASE DE GRUPOS FASE SEMIFINAL
San Lorenzo 101×96 Mogi (BRA)

San Lorenzo 116×51 Español (CHI)

San Lorenzo 87×82 Paulistano (BRA)

Colocação: primeiro lugar

San Lorenzo 83×59 Fuerza Regia (MEX)

San Lorenzo 68×64 Mogi (BRA)

San Lorenzo 73×65 Ferro (ARG)

Colocação: primeiro lugar

 

TABELA DE JOGOS DO FINAL4 LIGA DAS AMÉRICAS

Transmissão:

Sportv (canal não informado) e/ou Sportv.com

Fiba Live TV – PPV

24/3 – Sábado

19h10 – Mogi/Helbor (BRA) x Regatas Corrientes (ARG)

21h30 – San Lorenzo (ARG) x Estudiantes Concordia (ARG)

25/3 – Domingo

19h10 – Disputa de terceiro e quarto lugar

21h30 – Final da Liga das Américas

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui