Limoges atuou duas vezes no mesmo dia: uma na EuroCup, uma na Copa da França. Foto: Divulgação/Rytas
Limoges atuou duas vezes no mesmo dia: uma na EuroCup, uma na Copa da França. Foto: Divulgação/Rytas

O calendário cada vez mais recheado de disputas têm sido uma dor de cabeça para times do mundo inteiro. E isso gerou uma situação para lá de inusitada na última terça-feira, dia 7. O Limoges, da França, precisou disputar duas partidas diferentes em um intervalo de duas horas. Uma pela quinta rodada da EuroCup, contra o Lietuvos Rytas, na Lituânia; outra, antes disso, diante do Hyères-Toulon, pelos playoffs da Copa da França.

Como isso foi possível? É claro que a equipe foi dividida em dois, afinal os palcos das partidas estavam a mais de 2.300km de distância. O Limoges mandou os principais jogadores para Lituânia e atuou com um time basicamente jovem na França. O resultado disso? Duas derrotas, para o Lietuvos Rytas por 92 a 76, e para o Toulon por 80 a 50.

O motivo do dia bizarro para o Limoges foi uma divergência entre clubes e Federação Francesa de Basquete. Os clubes haviam acordado em adiar a partida e disputa-la durante a janela das Eliminatórias para Copa do Mundo, a serem disputadas no fim deste mês. No entanto, a Federação não aceitou e exigiu que o confronto fosse realizado na data original.

O Limoges caiu para quarta posição da EuroCup, com duas vitórias e três derrotas. Os franceses estão no mesmo grupo do Bilbao Basket, do armador brasileiro Ricardo Fischer. Fischer tem sido titular na competição europeia, mas seu time não consegue uma boa campanha: está em quinto de seis, com um triunfo e quatro reveses. Limoges e Bilbao, inclusive, se enfrentam na próxima quarta-feira, dia 15, na França.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui