Erika de Souza vai disputar a Euroliga Feminina pelo Salamanca. Foto: Yir Pintado
Erika de Souza vai disputar a Euroliga Feminina pelo Salamanca. Foto: Yir Pintado

A WNBA terminou na última semana, com o histórico tetracampeonato do Minnesota Lynx, e enquanto a Liga Nacional (LBF) não começa, a Euroliga e a EuroCup se encarregam de manter o basquete feminino em atividade. Nesta quarta-feira, as duas competições europeias têm início simultâneo, reunindo mais de 50 equipes. A dupla titular da Seleção Brasileira nos Jogos Olímpicos Rio 2016, Clarissa dos Santos e Érika Souza, serão as representantes do país nos torneios.

Recuperada da lesão que a tirou da temporada da WNBA, quando jogaria pelo San Antonio Stars, Érika é referencia no Avenida Salamanca, da Espanha. No final de setembro, disputou a Supercopa da Espanha e, com 13 pontos marcados e atuação decisiva, foi eleita MVP dos jogos. Seu time está no Grupo B da Euroliga, com mais sete equipes, entre elas o Fenerbahçe, da Turquia, atual vice-campeão. Na primeira rodada, o Salamanca recebe o BMLA, da França, em casa, às 15h30 (horário de Brasília).

Nos faltaba por degustar la ? @ecotisatinta del domingo by @alex_lorrys Ya en #facebook

Uma publicação compartilhada por CB Perfumerias Avenida (@cbavenida) em

Clarissa tem nova casa na França e disputa EuroCup

Clarissa dos Santos, que na última temporada defendeu o Bourges da França, só mudou de cidade. Ela agora é atleta do Flammes Carolo, da cidade de Charleville. Desta vez, ela vai disputar a EuroCup, competição que conta com 40 equipes. Na temporada passada, Clarissa foi eleita MVP da Copa da França e é considerada um grande reforço para o Flammes. A brasileira atuará ao lado Renee Montgomery, recém-campeã da WNBA pelo Lynx.

O Flammes Carolo está no Grupo F da Chave 2, e vai estrear contra o húngaro VTK Miskolc, fora de casa. A partida acontece às 13h desta quarta e marca a volta de Clarissa à competição após oito anos. À época com a camisa do Vagos, de Portugal, a carioca fez na EuroCup sua estreia em competições europeias de grande porte.

Um dos destaques da competição é a canadense Nirra Fields, que defende o CMB Uni Györ, da Turquia. Nina foi eleita a MVP da Fiba AmeriCup 2017, disputada na Argentina, em agosto. Neste torneio, o Brasil terminou na quarta colocação, fora da zona de classificação para o Mundial de 2018. Na competição, a seleção não contou com Erika de Souza, que defendia o San Antonio Stars, da WNBA, nem com Clarissa dos Santos, que lesionada, foi cortada.

Forma de disputa da EuroCup Feminina

A competição conta com 40 equipes, divididas em duas conferências, cada uma com cinco grupos formados por quatro equipes. Na primeira fase, todos se enfrentam e os dois primeiros de cada chave têm vaga garantida. Além destas 20 equipes, os dois melhores terceiros colocados de cada conferência garantem vaga entre as 24.

Dos classificados, os oito melhores vão direto para o Top-16. Antes disso, os times entre a nona e 24ª colocações, se enfrentam em busca de oito outras vagas para a fase seguinte.

Tabela e sistema de disputa da EuroCup feminina. Foto: Reprodução

Forma de disputa da Euroliga Feminina

Com 16 times participantes, o torneio é dividido em dois grupos. Os quatro melhores se classificam automaticamente para as quartas de final. Os times que terminarem entre a quinta e sexta posições, garantem vaga na série quartas de finais na EuroCup.

Tabela e sistema de disputa da Euroliga feminina. Foto: Repdoução

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui